sábado, 30 de junho de 2012

Assumir.






Quando me dei conta de que não adiantaria mas me enganar e fui buscar ajuda acreditava que como em passe de mágica as coisas mudariam.... Começamos a terapia em seguida acompanhamento no CAPS AD foram dias de conforto aparente para meus pensamentos sombrios o psiquiatra receitou remédios os famosos Diazepínicos (Diazepam, Valium) ele só dormia então já não estava se concentrando no trabalho abriu o jogo com o patrão e amigo de mais de 6 anos  de emprego e pediu férias, que foram dadas de prontidão. Eu queria verdadeiramente acreditar que ele buscava se recuperar se de um lado eu me informava a respeito de tudo sobre a Dependência Química ele continuava a se isolar... Trocava o dia pela noite comia compulsivamente, se recusava a ir em reuniões mesmo o CAPS orientando da importância. Neste meio tempo já tinha contado pra minha mãe e pai... que em breve contarei pra voces a historia dele um verdadeiro vencedor... meu pai venceu o CRACK... mas essa historia conto depois...
Alguem ai passou por isso?

comentem a opinião de vocês me ajudara a continuar

sexta-feira, 29 de junho de 2012

pensando em você "mo"


Guarde o seu sorriso só pra mim...
Que eu te dou o universo em meu, olhar.

Se sentir na pele um arrepio...
São meus dedos te tocando... pra te contar...ah..ah


Sou fã do seu jeito
Sou fã da sua roupa
Sou fã desse sorriso estampado em sua boca

Sou fã dos seus olhos
Sou fã sem medida
Sou seu fã numero um
E com você, sou fã da vida...

Solo(teclado)

Guarde o seu sorriso só pra mim...
Que eu te dou o universo em meu, olhar.

Se sentir na pele um arrepio...
São meus dedos te tocando... pra te contar...ah..ah


Sou fã do seu jeito
Sou fã da sua roupa
Sou fã desse sorriso estampado em sua boca

Sou fã dos seus olhos
Sou fã sem medida
Sou seu fã numero um
E com você, sou fã da vida...

Quero convencer seu coração....
Que o meu amor foi feito pra você...

Eu quero te dizer que essa paixão...
Não encontra outra forma pra dizer....

Sou fã do seu jeito
Sou fã da sua roupa
Sou fã desse sorriso estampado em sua boca

2x
Sou fã dos seus olhos
Sou fã sem medida
Sou seu fã numero um
E com você, sou fã da vida...


EDUARDO COSTA.

Um pouco de mim

Falar de mim é um tanto difícil.. tive uma infância normal, meus pais foram separados ate eu completar 8 anos, a filha do meio de uma família de 3 irmãos, desde que me lembro por gente minha mão trabalha muito é meu orgulho ,meu espelho sempre fez o possível e o impossível pelos filhos. Em 1995 meu pai sofreu um acidente de moto que resultou na amputação de seu pé esquerdo... abandonado em orfanato ainda e sem ninguém o acidente o reaproximou de nós...
Comecei a trabalhar com 17 anos, mas pra ajudar em casa e criar meu filho.
Sou de uma personalidade difícil, desde de muito cedo não me permitia ser infeliz com 24 anos tinha realizado meus maiores sonhos, faculdade, carro, casa... tudo com um esforço enorme sou de família humilde porem unidos... por vezes houvi a expressão "coração de pedra" e confesso que em algumas situações sou mesmo.
Não aceitava a dependência química  como doença, tinha a opinião da maioria da sociedade:
-Falta de vergonha.
- Coisa de vagabundo.
A vida me deu uma rasteira e hoje compreendo o quanto estava errada.

A ficha demora mas cai..

Como relatei na postagem anterior descobrir que o "mo" estava envolvido com drogas foi um choque em todos os sentidos, minha primeira reação foi de negação tentei me enganar fechar os olhos, pensava.
" Foi so uma vez com amigos.... ele não é viciado... foi só um susto. Porem os dias se passaram e comecei a perceber as mudanças... ele estava magro (sempre foi porem estava mais), restava calado irritado, em uma noite cheguei da faculdade e ele estava acordado na Net e com os olhos na janelas cismou que tinha alguem o observando... essa cena se repetiu por varias noites ele ja não dormia as noites viraram uma tormenta parei de me enganar e estendi a mão.
- Amor você precisa de ajuda... não tem ninguém na janela... por mais que eu argumentasse ele não via, não acreditava a dependência começava  a se manifestar... ele se mostrou relutante.. depois se auto-diagnosticou com síndrome do panico....
Começou minha corrida para libertar meu amor.... Começou tratamento ambulatorial com um Psicologo,parecia estar melhor...mas eu estava um caco...

O dia em que meu mundo acabou!!!

Não lembro com exatidão a data mas foi no mês de Novembro de 2011 uma terça- feira como trabalho em escala 12/36 estava de folga e estranhei quando o celular despertou e ele não levantou, então o chamei, ele so me disse que não iria trabalhar... estranhei ele nunca faltava... sempre cumpriu com seus horários.
Nesta data haviam apenas 4 meses que havíamos mudado para nosso apartamento fruto de muito esforço  foram um ano de reformas até comprarmos todos os móveis tudo lindo tudo do jeito que sempre sonhei... As pessoas comentavam como eramos abençoados... dizia a todos que 2011 era o ano da minha vida pena que faltavam dois meses para o fim do mesmo e nesta terça eu soube que 2011 poderia nunca ter existido .Ele tomou seu café, sentou como de costume na área de serviço acendeu um cigarro, logo vi que tinha algo errado muito errado.
- o que foi amor? quer me falar alguma coisa?
- Não tem mais dinheiro no banco.... eu acabei com tudo gastei tudo com porcaria...
As palavras batiam em minha face, minha mente acelerada algo ruim estava por vir, mas de longe poderia imaginar.
- eu gastei com cocaína....
Desmoronei, como? Porque? Quando isso começou.... você já esta viciado.... olha pra mim fala comigo....
Depois desta terça feira nada mais como antes meu mundo acabou ali.

tudo começou em 2003

Eu o conheci ainda na adolescência tinha 15 cursava o ensino médio na mesma classe que ele, como ele trabalhava desde muito novo (9 anos) nessa época ja era independente financeiramente dos pais...
Começamos a namorar e como todo inicio de namoro eram brigas e mais brigas, sou de uma personalidade difícil turrona mesmo, e ele sempre colocando panos quentes em minhas brigas com ele.... era um amorzinho me enchia de mimos, ahh que inveja as minhas amigas tinham.... Então  meses apos o inicio de namoro estava gravida por descuido... ele foi maravilhoso assumiu todas as responsabilidades e de lá pra cá as coisas foram se encaixando, as brigas sessaram era so amor tive uma gravidez tranquila....Ele sempre do meu lado Assim no dia 28/12 nasceu o maior amor da minha vida meu filho Gui.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

A vida é cheia de surpresas!!!

Boa noite!!!
Hoje depois de procurar sem sucesso algo para preencher esse vazio que trago no peito resolvi criar o Blog.

Eu sou uma mulher de 25 anos, estudante de Enfermagem cheia de sonhos mãe de um menino de 8 anos, trabalho com idosos e amo demais o que faço mas o meu objetivo aqui é materializar meus demônios coloca los para fora afinal chega uma hora que é tanta dor que so nos resta desabafar, ja não ha lagrimas ,palavras ou argumentos só dor e dor...